sábado, 5 de maio de 2012

Nossa Senhora do Resgate: Padroeira dos colonizados


 Editando

A atual Paróquia do município de Antonio Cardoso-BA, realiza os eventos comemorativos da padroeira Nossa Senhora do Resgate até o dia 07/05. Entretanto o que chama a atenção das memórias sadias não são os eventos religiosos nem a data comemorativa da dita “santa”, mas quais são as razões que levaram dedicar a região a referida imagem? De onde veio e por que veio a imagem para o atual local? Quais os motivos que os membros e administradores da paróquia não divulgam a história da santa no panfleto de programação dos eventos? A quem interessa o anonimato dos fatos ocorridos na região? O que se esconde por trás do faz de conta dos administradores da Igreja Católica em relação aos moradores do atual município de Antonio Cardoso? Por que os Arcebispos da Igreja Católica na região nunca deram uma justificativa aos moradores do atual território do município de Antonio Cardoso? Por que os administradores da igreja católica discriminaram a comunidade de Jacuípe (atual Santo Estevão Velho) considerando há séculos um inimigo que deveria ser destruído? Será se ainda querem fazer acreditar que a vida do homem deve ser guiada por praga de padre?! Muita ingenuidade! Afinal, por que a maioria dos moradores se "prostituem" a tal ponto de não refletirem sobre os assuntos citados acima? Estranho não é? Em geral a massa popular miserável e ignorante que continuou morando no território por aceitarem as ordens dos donos da verdade (administradores da Igreja Católica).
Para começar no berço do cristianismo a Roma Antiga "(...) trocava deuses com povos vencidos para promover uma melhor aceitação de seu domínio". Enciclopédia Barsa, p.286. Voltando para a reflexão sobre a “santa” Resgate, provavelmente a própria denominação refere-se a algo que o antecede, no entanto, os pregadores do Jesus Cristo - produzido por alguns filósofos - "evaporado" e desviculado dos princípios discordantes da comercialização da vida valorizam as palavras ao vento por lhes promoverem alívios psicológicos momentâneos para as turbulências quotidiana.  
Share on :

0 comentários:

 
© Copyright O JACUÍPE 2016 - Some rights reserved | Powered by Admin.
Template Design by S.S. | Published by Borneo and Theme4all